sábado, 3 de agosto de 2013

Sociedade dos Poetas Mortos, uma sinopse critica

A Historia desenrola-se numa tradicional escola estadunidense chamada Welton Academy, dona de metodos ortodoxos de ensino e regras rigidas de conduta. Seus estudantes, todos do sexo masculino, sao filhos de familias proeminentes do Leste Americano. As expectativas de todos aqui eram as maiores possiveis, da escola, dos estudantes, das familias, amigos, de que a maioria ingressaria nas principais universidades, como Harvard ou Yale.
Neste ano, em 1959, um novo professor assume a cadeira de literatura Inglesa. Jonh Keating, ex-aluno da mesma escola, desde o primeiro momento mostra sua predileção por formas bem diferentes de abordar o conteudo programatico previsto na ementa apresentada pela escola, ou mesmo a perspectiva com a qual estes enxergavam e viviam as proprias vidas.
Esta forma ousada de mostrar os caminhos do conhecimento, discuti-los com os estudantes, ao inves de joga-los, acende uma luz de esperança nos olhos de alguns jovens que, desde seus      primeiros anos em Welton, foram treinados a obedecer e encher seus copos vazios de conhecimento, para quando alcançassem a maioridade saissem das redeas obtusas e falso-moralistas das familias para a republica hipocrita da normalidade adulta, claro, a bem sucedida, a capitalista.
Estes jovens, pesquisando a vida de Keating em seu anuario, resolvem perguntar a este o que significava uma tal ^SOCIEDADE DOS POETAS MORTOS^. O professor, empolgado com as lembranças conta-lhes, vivamente, que eram um grupo de estudantes que adoravam poesia e a exerciam plenamente. Seus membros reuniam-se numa gruta, conhecida como Caverna India e la pensavam e falavam livremente.
Neil *Sean Leonard- especie de lider espiritual do grupo, reprimido por seu pai, que o forçava a seguir um caminho pre-traçado para o exito, no caso, o da medicina.
Todd *Ethan Hawk- novo na escola, tinha muito medo da reprovaçao, entao buscava nao errar, ficar na sua e passar despercebido. Queria cumprir o protocolo e pronto. Liberta sua consciencia quando Keating o
força  a declamar em publico o que sentia, quando surpreende a todos com sua paixao e complexidade.
Charlie * - filho de familia muito rica, Charlie e o que menos reprime seu comportamento, encontrando um apoio para extravasar a forma real com que gostaria de lidar com a vida.
Knox *Josh Charles- exitante, com muito medo da rejeiçao de seu objeto de desejo, uma garota da escola publica da cidade. Encontra nas palavras de Keating e nos encontros dos poetas mortos,
a coragem para executar sua vontade, que e tentar conquista-la.
           E, a partir da iniciativa destes quatro amigos, a trama se desenvolve de forma envolvente, trazendo perguntas relevantes sobre as prioridades tao naturalizadas de nossa sociedade, dilemas daquela epoca, que tem sua grande atualidade. Uma excelente atuação de Robin Willians, ator de alto nivel, que teve nesse filme o apice de sua heterogenea carreira. 


obs- meu teclado esta desconfigurado...

Alan Fick

Nenhum comentário:

Postar um comentário